O Que São Fintechs? E Qual o Impacto Delas na Sua Vida?


Descubra qual é o impacto das fintechs na sua vida!


Guia de Serviço > Fintech > O Que São Fintechs? E Qual o Impacto Delas na Sua Vida?

Você já ouviu a palavra fintech? Sabe o que são fintechs ou sabe como elas impactam a sua vida todos os dias? O significado de fintech, de acordo com o Wikipédia, surgiu com a união das palavras “financial” (financeiro, em inglês) e “technology” (tecnologia, em inglês). Ou seja, é a união do mundo financeiro com a tecnologia, uma junção que tem dado muito certo.

O que são fintechs e qual o impacto delas no dia a dia
As fintechs são uma revolução no atual mercado empresarial. Quer saber o motivo? Então continue acompanhando esse texto.

A realidade é que muita gente já utiliza os serviços de alguma fintech e, às vezes, nem se dá conta disso, e isso acontece justamente pelo fato de não saberem o que é uma fintech. Esse tipo de negócio já está tão bem estabelecido e consolidado no mercado de trabalho que, por vezes, acaba passando despercebido por vários clientes.

Porém, em tempos onde a informação corre de uma maneira muito mais fácil, vale a pena conhecer o seu conceito e compreender um pouco de como uma fintech funciona, pois além de agregar conhecimento, também pode ajudar você a entender um pouco mais sobre negócios ou sobre uma determinada empresa que você esteja afim, por exemplo.

Não é muito complicado compreender o que são as fintech, mas é interessante notar o que algumas pessoas pensam acerca desse novo tipo de negócio. Não é raro encontrar pessoas falando que as fintech são uma espécie de revolução nos moldes bases de uma sociedade e, de certa forma, isso pode até proceder, mas é interessante conhecer a visão de outros especialistas, e é isso que iremos mostrar nesse post, confira!

O que são fintechs?

As fintechs são, na maioria, startups que trabalham com a função de inovar e otimizar serviços do sistema financeiro. Uma startup é uma empresa jovem, criada com um modelo de negócios repetível, podendo alcançar várias pessoas de modo ilimitado e escalável, conseguindo crescer sem que o seu modelo de negócios seja modificado.

Na maioria das vezes, essas empresas têm um custo operacional muito baixo do que empresas tradicionais do setor. Elas se utilizam da tecnologia para elevar a eficiência dos processos e com isso oferecer serviços mais baratos. Empresas que oferecem bancos móveis, onde você pode realizar investimentos, são exemplos da aplicação da tecnologia nesse meio. Isso torna o acesso fácil a serviços financeiros e bancários para a população.

O que são fintechs e qual o impacto delas no dia a dia
As fintechs tem o poder de devolver a autonomia do dinheiro e acessibilidade a serviços financeiros para uma camada menos favorecida.

Para ser considerado fintech a empresa precisa ter base tecnológica e modelo de negócio altamente escalável. O significado mais utilizado pelos empresários deste setor para definir o termo é “empresa que use tecnologia intensiva para oferecer produtos na área financeira”. Mesmo que essas empresas não alcancem o nível de produtividade de bancos tradicionais, as fintechs são capazes de proporcionar serviços mais especializados e as vezes com menos burocracia do que o sistema tradicional.

Uma pesquisa divulgada pela Fintech Deep Dive, em 2018, realizada em parceria entre a ABFintechs (Associação Brasileira de Fintechs) e a consultoria PwC Brasil, mostrou que 95% das companhias buscam aumentar suas receitas ao longo dos anos, sendo que dois terços buscam crescimento que ultrapasse os 30%. Essa expectativa é uma das melhores, pois as startups são consideradas um mercado crescente em trazer serviços inovadores, principalmente aqueles que agilizam ou otimizam o cotidiano da população.

Movimento

Com o crescimento deste mercado, é possível notar que as pessoas estão migrando para este tipo de serviço, principalmente pela questão de segurança. Um dos motivos é o armazenamento dos valores e a praticidade de você realizar transações a distância. Enquanto os bancos tradicionais as vezes “travam” algumas movimentações, as fintechs ou bancos digitais já otimizam esse serviço e deixam a tecnologia a serviço do cliente. Isso fortalece a união entre as pessoas e ao mesmo tempo potencializa o mercado financeiro como um todo, além de aumentar a confiança no setor.

Atualmente, a população procura soluções mais práticas para qualquer tipo de serviço. Isso também ajuda na organização da renda familiar e menores chances de endividamento. A funcionalidade de celulares, tablets e computadores melhoraram o acesso as pessoas, com facilidade, desenvolvimento dos recursos e o acerto no público-alvo.

O que são fintechs e qual o impacto delas no dia a dia
A era da tecnologia propicia um desejo de resolver as coisas com mais facilidade, e as fintechs promovem isso.

De acordo com Paulo Kulikovsky, CEO da Acesso, em seu artigo publicado pela revista Exame, esse cenário vai impactar principalmente nos profissionais que trabalham na área.

“A tecnologia está em constante transformação, o que faz com que a curiosidade e a vontade de aprender sejam os pontos mais importantes de quem trabalha com fintechs. O colaborador deve estar aberto a aprender coisas novas e estudar bastante, principalmente seus clientes. Ele tem que estar sempre de olho no mercado, nas tendências e nas novas tecnologias”.

Vantagens

É inegável afirmar o grande poder que as fintechs tem hoje em dia, e a sua grande popularidade se dá devido as suas inúmeras vantagens, motivo pelo qual muitas pessoas tem investido nelas. Confira abaixo algumas das vantagens de uma fintech:

Burocracia

Como dissemos, a burocracia é quase nula nesse setor. Quem trabalha com essas tecnologias deseja facilitar a vida do cliente, seja com serviços financeiros como banco, até no uso do cotidiano como monitoramento de segurança ou solicitar um serviço de viagem.

Praticidade

A fintech está sempre à mão, no celular. Com alguns movimentos e dígitos, você consegue completar ações fáceis no seu dia a dia. Elas se integram com os serviços do homem moderno, que busca pela praticidade e inclusão. O principal da fintech é facilitar e não complicar.

Controle sobre operações

Com toda essa praticidade, o usuário também busca saber tudo o que se passa em sua conta e operações. Por isso, as fintechs detalham todas as operações e deixam para o usuário escolher quais serão aplicadas. São poucas as ações que não tem o aval do cliente. Ele se torna um gerente de sua conta e usufrui de todos os serviços para administrar suas empresas e contas bancárias.

Custos baixos

Os processos dentro das fintechs tem o custo bem abaixo dos bancos tradicionais. Serviços como transferências de DOC e TED, emitir boletos de cobrança digitalmente, trabalhar com carteiras virtuais, entre outros, são serviços que a sociedade começou a utilizar de modo mais prático e rápido. Fazer isso pelos smartphones ou computadores reduz custos e isso já é realidade em muitos modelos de negócios do mercado financeiro. Diminuindo os custos, o potencial acesso a esse tipo de serviço é enorme.

Impacto social

Esses tipos de serviços acabam alcançando toda a população, mesmo aquelas pessoas de baixa renda. Não é preciso de muito dinheiro ou investimento para você estar em uma fintech. Muitas aceitam pessoas que estão com nome sujo ou score baixo no Serasa. A inclusão social é um dos atrativos destas empresas e haverá uma larga procura para quem precisa desses tipos de serviços. Faça uma pessoa sobre cada empresa e escolha aquela que mais te agrada.

Sucesso

Temos grandes exemplos de fintechs que deram certo. Por exemplo, o Nubank, que se tornou uma das fintechs financeiras mais procuradas pelos usuários. O PayPal também otimizou o serviço de recebimento de valores e nas compras de produtos, principalmente os importados. O Conta Azul, onde você tem total aceso as suas movimentações financeiras, além do SoFi, que auxilia as pessoas que assumem dívidas para financiar sua educação, e o Vérios, que oferece serviços de investimentos com uma carteira inteligente levando em conta fatores como riscos, rentabilidade, liquidez, diversificação, entre outros.

O nosso post termina por aqui, contudo, se você achou esse texto esclarecedor, não deixe de compartilhar nas suas redes sociais para que outras pessoas também possam ter acesso a essas informações concernente as fintech. No mais, não deixe de conferir outros posts daqui do site. Nos vemos no próximo artigo!