Como solicitar cartão para negativados

Sabia que é possível solicitar um cartão mesmo com o nome negativado? Confiara tudo nesse post!


Adversidades acontecem e, por vezes, isso pode gerar um nome negativado no banco e afins. Dessa forma, várias funções podem se tornar impossíveis de serem realizadas, uma dessas consequências, por exemplo, é o fato de o nome sofrer algum tipo de restrição, ou o chamado “nome sujo”.  O nome sujo impossibilita a validação de um cartão de crédito, o que pode proporcionar algum tipo de frustração. Se você deseja mudar esse cenário, confira algumas dicas que daremos sobre nomes negativados.

A questão que permeia os nomes negativados é muito mais além do que a simples negação de cartão de crédito, mas engloba toda a complexidade do serviço de crédito em geral. O entendimento que os bancos têm quando algum nome é negativo é que, se o indivíduo conquistou um perfil inadimplente, onde não conseguiu arcar com os seus gastos, a probabilidade de ocorrer no futuro torna-se ainda mais elevado. Por mais que a falta de pagamento tenha decorrido de um problema inesperado, se mostrando ser um caso esporádico, o banco enxergará isso de outra maneira.

Devido a esse fato, a conquista de um cartão de crédito, em especial para aqueles que têm o nome negativado, é um processo extremamente ardiloso. Isso é somente um reflexo de todo o processo de vistoria feita pelo banco, onde se analisa desde o histórico bancário até a renda fixa mensal. Por isso a importância de manter os dados devidamente atualizados.

Como é possível conquistar um cartão de crédito para negativados?

O cartão de crédito para pessoas negativadas não é, hoje, uma irrealidade. Contudo, devido a todo transtorno que o banco sofre, não se trata de um processo tão simples ou rápido. Esse processo pode ser compreendido como sendo relativamente difícil, mas que demanda grande burocracia e, devido a isso, a paciência tem que ser um dos instrumentos principais para o início desse processo.  Por conta do contexto inadimplente, o banco vasculha histórico de outros bancos e demais instituições financeiras do qual compartilham o mesmo nível de interesse. Todo o processo avaliação é criterioso e visto de uma óptica bastante analítica.

A vistoria realizada pelo banco compele um cadastro completo de correntista. Isso significa dizer que toda a história que o indivíduo obteve com o banco será avaliado de forma rígida.  Por isso, se o perfil de usuário for extenso, onde a pessoa seja um cliente antigo e que não há casos registrados de reincidência da inadimplência, isso poderá ser visto com muitos bons olhos na hora de consideração a liberação de algum cartão.

Alguns bancos não possuem a política de realizar uma consulta no SPC ou Serasa e nem sequer fazem um pedido de confirmação de renda. Esse pode ser um fato positivo, já que, de alguma forma, essa não obrigatoriedade pode tornar esse processo menos dificultoso. Contudo, em contrapartida, os juros e taxas que serão cobradas do banco podem se tornar bem superiores.

Como realizar a solicitação do cartão?

O primeiro passo que uma pessoa que teve o nome negativado deve fazer é constatar bancos específicos. Ou seja, entrar em contato com bancos que não tenham nas suas políticas de exigências a comprovação de renda. Algo que poderá ser de extremo benefício para aqueles que buscam uma alternativa da consumação de cartão de crédito é se aliar com bancos que dispensam uma possível consulta no Serasa e SPC.

Mas é necessário ficar atento aos benefícios oferecidos para cada cliente nessa situação. Os bancos podem adotar diferentes possíveis opções, e é de suma importância se manter atento e entender o que significa cada uma dessas opções. Dentre elas, as principais fornecidas pelo banco são o crédito consignado e o cartão pré-pago.

É relevante voltar a sua atenção de que a solicitação de um novo cartão de crédito será um acréscimo de gasto ao final do mês e, por isso, é necessário prudência e análise antes da tomada de decisões. Caso haja algum tipo de dificuldade de arcar com mais uma despesa, a possibilidade de um cartão de crédito deverá ser reconsiderada. Mas, se haver um saldo positivo na conta corrente, poderá se considerar uma conversa com o gerente da sua própria conta, apelando para um possível ajuda.

Crédito consignado

A opção de crédito consignado para pessoas com o nome negativado não se difere tanto da alternativa de crédito pessoal. Dessa forma, quando há alguma forma de restrição advinda do usuário, o banco intermediará outros métodos para garantir que não se construa um novo perfil de dividendo. Num potencial escolha de crédito consignado, não é realizado nenhum tipo de consulta aos setores que contemplam o SPC e Serasa.

A escolha de crédito consignado se torna acessível ao banco por tratar-se de um cartão seguro, já que todas as parcelas se constroem a partir da debitacão automática. Em suma, isso quer dizer que toda conta feita pelo usuário é avaliada devidamente conforme a conta corrente do usuário.

Para que seja possível conseguir essa alternativa, é necessário que se cumpram alguns dos pré-requisitos, são eles: ter trabalho com carteira assinada, funcionário público ou ser aposentado ou pensionista do INSS. Os que estão dentro desse perfil de usuário são os que contam com as menores taxas de juros e não pagam anuidade.

Cartão pré-pago

Atualmente, o cartão pré-pago é considerado a melhor opção perante aqueles que possuem o nome negativado. A forma de funcionamento desse cartão é bem simples e semelhante a alguns planos existentes de telefonia. É literalmente como se fosse um celular com recarga de pré-pago. Ou seja, aquilo que você precisa pagar para poder se beneficiar dos recursos que a ferramenta proporciona. Quando você deseja fazer uma chamada no telefone celular, por exemplo, você faz um recarda e, o cartão pré-pago possui essa mesma linha de raciocínio.

Toda a sua utilização com esse cartão se baseia na recarga ou saldo que você possui dentro dele. Dessa forma, só se torna possível gastar aquilo que se tem, o que acaba dando uma segurança maior para o banco que fornecer esse tipo de cartão, já que é uma forma do banco mediar e controlar os gastos do usuário.

Para essa modalidade de cartão, são cobradas algumas taxas, por exemplo: taxa de adesão, de recarga, a de saque e uma própria mensalidade vem embutida no cartão. Para aproveitar esse tipo de modal, basta realizar uma consulta com a instituição financeira do qual você deseja e melhor corresponde as suas necessidades.

Curta o site no Facebook!